Sermão da Montanha – Pr. Cristiano Carvalho

Nestes domingos de dezembro temos feito reflexões com base no sermão da montanha. Neste domingo 17 tivemos nossa ultima das três mensagens com este tema.

19 de dezembro de 2017   /   Categoria:   /   Escrito por: Comunicação

 

Nestes domingos de dezembro temos feito reflexões com base no sermão da montanha. Neste domingo 17 tivemos nossa ultima das três mensagens com este tema.

Conforme já falamos anteriormente, a expressão “bem-aventurado” significa aquele que é muito feliz. Tal expressão é usada para os santos que já estão com o Senhor na eternidade – “Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus”, Mateus 5: 8.

“Quem subirá ao monte do Senhor, ou quem estará no seu lugar santo? Aquele que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente. Este receberá a bênção do Senhor e a justiça do Deus da sua salvação.” Salmos 24:3-5.

Davi falou sobre a pureza do coração e a singeleza da mente. O limpo de coração é aquele que não fica maquinando o mal. Por vezes este pode entrar pelo cano por não suspeitar o mal do outro. O limpo de coração não se preocupa com a pureza de ritual, mas se preocupa com a pureza do coração. Os fariseus preocupavam-se com rituais.  “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.” Provérbios 4:23.

Os limpos de coração são aqueles que estão sempre de guarda e atentos. Guardar o coração é sempre avaliar as suas motivações, entender o por que que iremos ou não fazer tal coisa. É possível fazer a coisa certa com a motivação errada, tal como fazer algo para que lhe apreciem. Isso é agir como um fariseu.

Muitos ouvem falar de jesus, mas não andam com Ele e nem agem de acordo com a vontade dEle. Conhecer Jesus é muito mais do que saber o que Ele fez ou por onde andou. Conhecer Jesus é seguir sua vontade e entender a misericórdia do Senhor para conosco e sermos mais puros de coração. No nosso dia-a-dia usamos muitas mascaras sociais, fomos criados desta forma. Mas temos que andar conforme os ensinamentos de Cristo. Os puros de coração não usam máscaras. Puros de coração não pensa em se beneficiar com o sofrimento do próximo.

Dito isto, quem verá Deus senão aqueles que vivem a verdade e que se consertam ao invés de viver um personagem – “Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;” Mateus 5:9. Os pacificadores levam paz por onde vão. Agostinho falava de sua mãe como pacificadora, pois ao ouvir coisas amargas de todos os lados, sempre levava as pessoas à reconciliação. “Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Quem fala mal de um irmão, e julga a seu irmão, fala mal da lei, e julga a lei; e, se tu julgas a lei, já não és observador da lei, mas juiz. Há só um legislador que pode salvar e destruir. Tu, porém, quem és, que julgas a outrem?”. Tiago 4:11 – 12

Precisamos ser pacificadores, semeadores de boas palavras. Quando não temos algo de bom para falar ou uma mensagem edificadora, é melhor que não falemos nada. Precisamos ser semeadores de boas palavras.  “E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação; Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação.” 2 Coríntios 5:18,19.

Nossa boca deve servir para abençoar, passar mensagens que edificam. “Estas seis coisas o Senhor odeia, e a sétima a sua alma abomina: Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, O coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal, A testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos.” Provérbios 6:16-19.

Tome esta decisão, seja a mudança – use sua boca para abençoar, não a transforme em veiculo de pecado, não fale mal de ninguém. “Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus; Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.” Mateus 5:10-12.

Se alegre quando alguém falar mal de você por estar fazendo a obra de Deus. Importante não é o que pensam sobre você, mas o Deus sabe ao seu respeito. Precisamos observar que a palavra diz que bem-aventurado é aquele que é injuriado por fazer a coisa certa, de acordo com a palavra. Muitos confundem as coisas, fazem tudo errado, colocam o nome de Jesus na história e se acham injustiçados.  “Amados, não estranheis a ardente prova que vem sobre vós para vos tentar, como se coisa estranha vos acontecesse; Mas alegrai-vos no fato de serdes participantes das aflições de Cristo, para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e alegreis. Se pelo nome de Cristo sois vituperados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória e de Deus; quanto a eles, é ele, sim, blasfemado, mas quanto a vós, é glorificado.” 1 Pedro 4:12-14.

Aqui vai ter luta, aflição, frustração… Mas vai ter um dia em que chegaremos na nossa casa.  Quando chegarmos em casa, o nosso Deus vai nos receber pessoalmente e o próprio Deus nos dirá: seja bem-vindo! Ele será a nossa recompensa.

[unitegallery Sermao17122017]

Notícias relacionadas

 

Representação “moderna” de presépio desagrada fiéis

O Oratório de São José é uma famosa basílica Católica Romana de Montreal, Canadá. Este ano, ela montou um presépio que pretendia oferecer uma “visão moderna” do nascimento de Jesus. Em outras palavras, como seria a cena da natividade se ela ocorresse em nossos dias. “Não é uma cena tradicional, mas mantemos a tradição de representar… Leia mais