Perdoar sempre que for preciso

Quando conhecemos o nosso Deus e fomos atraídos pelo amor, é pelo Seu amor que temos que aprender a viver todos os dias. Por isso, perdoar o outro não é opcional ou condicionado a algo.

17 de outubro de 2019   /   Categoria:   /   Escrito por: Comunicação PVN de Vilar

 

“Então, Pedro, aproximando-se, lhe perguntou: “Senhor, até quantas vezes meu irmão pecará contra mim, que eu lhe perdoe? Até sete vezes?” Respondeu-lhe: Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete.”

Mateus 18:21-22

Com certeza, nesta passagem, Jesus não queria que alguém fizesse contas e nem que tivesse um caderninho para controlar quando a sua cota de perdão fosse alcançada. Na verdade, Jesus respondeu a Pedro que não havia um limite para perdoar.

O perdão é um mandamento e, assim como todos os outros demais mandamentos, é uma decisão baseada no desejo de obedecer a Deus.

Quando pessoas falham conosco sem perceber ou até agem de má fé e somos feridos, injustiçados, envergonhados, humilhados, caluniados, abusados, prejudicados ou mal tratados, é nossa responsabilidade não alimentar a autopiedade, a raiva, a tristeza, o ressentimento, o desejo de vingança e outros sentimentos inspirados pelo inimigo.

E por que Deus nos manda perdoar? Porque Ele é amor e nós somos dEle. Se o nosso coração estiver preenchido por aquilo que não vem dEle, seremos facilmente destruídos e não conseguiremos viver da maneira como Ele planejou. Por isso, se você tem acolhido pensamentos e sentimentos ruins sobre alguém, mude a sua postura. Você é de Deus!

É simples perdoar? Não, mas é perfeitamente possível, senão Jesus não teria nos deixado este mandamento. Em Cristo, você tem toda autoridade para rejeitar os pensamentos que vêm te perturbar e aprisionar. Ele é a tua cura, o teu consolo, a tua justiça, o amigo que nunca falha. Não abra espaço para a dor se instalar e, com isso, trazer danos para você e para outros ao seu redor. Decida perdoar sempre. Decida pelo amor.

Oração: Pai, se a tua Palavra me manda perdoar, eu decido obedecê-la. As minhas feridas ainda podem incomodar, mas nada é maior do que o teu amor, que me cura e que me dá condições de amar o meu próximo, mesmo que ele tenha feito algo contra mim. Eu decido perdoar hoje e sempre. Eu decido pelo amor. Em nome de Jesus, amém.

Notícias relacionadas

 

Pastor perdoa assassinos de sua esposa grávida

Um pastor dos EUA que ficou viúvo depois que sua esposa grávida nascido foram assassinados em 2015, recentemente publicou um texto emocionante sobre os homens acusados deste crime chocante. O pastor Davey Blackburn, cuja esposa Amanda e seu bebe não nascido foram mortos há pouco mais de dois anos, observou em uma postagem de seu blog,… Leia mais