Michele Bolsonaro agradece a Deus e emociona em seu discurso

Após ser empossado e passar em revista das Forças Armadas, Bolsonaro recebeu a faixa presidencial de Michel Temer (MDB) e quebrou o protocolo da cerimônia, cedendo a palavra à primeira-dama, Michelle Bolsonaro, para discursar antes dele.

2 de janeiro de 2019   /   Categoria:   /   Escrito por: Comunicação

 

A cerimônia de posse já havia sido levemente diferente de anos anteriores com a presença de um intérprete de libras no parlatório, marca da influência de Michelle Bolsonaro na elaboração dos detalhes.

Ao receber a palavra, Michelle fez um breve – porém histórico – discurso em libras, com uma intérprete traduzindo para o público ao microfone, e falou sobre as orações que muitos eleitores fizeram para que seu marido se recuperasse do atentado em Juiz de Fora (MG) no dia 06 de setembro.

A primeira-dama atua em ações sociais e também se dedica ao trabalho como intérprete no Ministério de Surdos e Mudos da Igreja Batista Atitude, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Durante a campanha, quando Bolsonaro recebeu autorização médica para fazer transmissões ao vivo nas redes sociais, Michelle convidou intérpretes para que a mensagem do marido chegasse também aos deficientes auditivos.

Durante o discurso inesperado da primeira-dama, fez uma demonstração de carinho pelo marido e se emocionou, levando a intérprete que traduzia os sinais para o público a chorar.

 

Confira a íntegra do discurso da primeira-dama Michelle Bolsonaro:

Boa tarde a todos.

É uma grande honra e uma grade alegria estar aqui neste momento tão especial e importante para o nosso país. Momento de agradecer a todos vocês, brasileiros e brasileiras, crianças, jovens e idosos por todo o apoio e pelo carinho desde o início da nossa campanha.

Agradeço muito também a todos aqueles que demonstraram sua solidariedade durante os momentos difíceis pelos quais o meu esposo passou recentemente. Muita gratidão a Deus, à minha família e aos meus amigos. Em especial, quero agradecer ao meu enteado, Carlos, por toda a ajuda e parceria durante os 23 dias que passamos dentro do hospital em São Paulo.

Agradeço ainda à população brasileira pelas orações que nos deram tanta coragem para seguir adiante. Agradeço a Deus essa grande oportunidade de poder ajudar as pessoas que mais precisam. Trabalho de ajuda ao próximo que sempre fez parte da minha vida e que a partir de agora, como primeira-dama, posso ampliar de maneira ainda mais significativa.

É uma grande satisfação, um privilégio, poder contribuir e trabalhar para toda a sociedade brasileira. As eleições deram voz a quem não era ouvido e a voz das urnas foi clara: o cidadão brasileiro quer segurança, paz e prosperidade. Um país em que sejamos todos respeitados.

Eu gostaria de modo muito especial de dirigir-me à comunidade surda, pessoas com deficiência e a todos aqueles que se sentem esquecidos. Vocês serão valorizados e terão seus direitos respeitados. Tenho esse chamado no meu coração e desejo contribuir na promoção do ser humano.

Agradeço aos intérpretes de Libras do Brasil, que têm feito um trabalho de inclusão tão importante.

Em especial agradeço ao meu amado esposo, o nosso presidente, para quem peço o apoio de todos vocês. Estamos todos de um lado só. Juntos alcançaremos o Brasil próspero, com amor, ordem, progresso, paz, educação e liberdade para todos.

Brasil acima de tudo e Deus acima de todos.

Muito obrigada. Deus abençoe. Amém.

 

Notícias relacionadas

 

Menino veste azul, menina veste rosa

Menino veste azul, menina veste rosa! Quem imaginou que em algum dia essa afirmação vivaria escândalo em algum lugar do mundo? Infelizmente, estou viva pra ver o circo que artistinhas, ativistas e desinformados fizeram mediante a metáfora usada pela ministra Damares Alves. Uma vergonha! Nunca se viu tanta desonestidade intelectual. As pessoas preferem se passar… Leia mais

 

Futuro ministro da Educação reitera oposição à ideologia de gênero: “Natureza é quem define”

“Quem define gênero é a natureza”. Com essa frase, o futuro ministro da Educação no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), professor Ricardo Vélez Rodríguez, afirmou como sua gestão tratará a questão da ideologia de gênero na sala de aula. Rodríguez foi escolhido por Bolsonaro após a bancada evangélica transmitir diretrizes que espera que… Leia mais