Novo chefe da Advocacia-Geral da União também é pastor

André Luiz de Almeida Mendonça é membro da Igreja Presbiteriana Esperança de Brasília

22 de novembro de 2018   /   Categoria:   /   Escrito por: Comunicação

 

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, anunciou nesta quarta-feira (21), o advogado da União, André Luiz de Almeida Mendonça para chefiar a Advocacia Geral da União (AGU). Ele substituirá a ministra Grace Mendonça, nomeada para o cargo pelo presidente Michel Temer.

“Informo a todos que a Advocacia Geral da União será liderada pelo senhor André Luiz de Almeida Mendonça, advogado com ampla vivência e experiência no setor”, escreveu Bolsonaro em sua conta do Twitter, meio oficial para seus anúncios.

Mendonça é Advogado da União desde fevereiro de 2000. Ele vem atuando como assessor especial do ministro da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União desde 2016. Pastor evangélico, aos domingos ele celebra os cultos da Igreja Presbiteriana de Brasília.

Em entrevista, o advogado disse que “não há conflito” entre as atividades de advogado da União e pastor.

Não foi definido ainda se a AGU perderá o status de ministério que tem atualmente na gestão de Michel Temer.

Bolsonaro desconsiderou a lista tríplice para escolher quem chefiaria a AGU, o que mostra ter sido uma escolha pessoal dele para o cargo.

Notícias relacionadas

 

Futuro ministro da Educação reitera oposição à ideologia de gênero: “Natureza é quem define”

“Quem define gênero é a natureza”. Com essa frase, o futuro ministro da Educação no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), professor Ricardo Vélez Rodríguez, afirmou como sua gestão tratará a questão da ideologia de gênero na sala de aula. Rodríguez foi escolhido por Bolsonaro após a bancada evangélica transmitir diretrizes que espera que… Leia mais