Apesar de boicote da esquerda, Teleton bate marca histórica

Emissora de Silvio Santos foi acusada de “fascismo” pelo apoio a Bolsonaro

12 de novembro de 2018   /   Categoria:   /   Escrito por: Comunicação

 

O Teleton 2018, evento beneficente criado para ajudar às crianças da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente), ultrapassou a meta dos R$ 30 milhões em doações antes do previsto neste domingo (11).

Ainda repercute nas redes sociais a tentativa de boicote iniciada por militantes de esquerda contra o Teleton.  O SBT, emissora de Silvio Santos, exibiu na semana passada polêmicas vinhetas com “Brasil, ame-o ou deixe-o”, que lembravam o slogan popular durante o período em que o país esteve sob intervenção militar.

Ecoando o que se tornou popular durante o período eleitoral, acusações de “fascismo” e “nazismo” foram feitas ao dono do SBT, que é judeu. Centenas de mensagem divulgadas nas redes sociais pediam que não fossem feitas doações, ignorando que elas iam para crianças e não para a emissora.

A participação do presidente eleito Jair Bolsonaro no programa também gerou revolta dos apoiadores da esquerda.

Quem também “politizou” o programa foi Raul Gil que, em sua participação elogiou Bolsonaro. “Porque os ladrões do povo estão sumindo e vão sumir. O homem chegou aí, meu. E ele vai doar também, viu? Alô, Bolsonaro, não esqueça que Deus te deu essa divina luz. Então passe um pouco dessa luz”, pediu no ar.

Sílvio ignorou os apelos para boicote e as ofensas, mas o humorista Danilo Gentili, que tem programa no SBT foi bastante direto em suas postagens expondo o absurdo.

“Os animais irracionais demonstram mais compaixão com seu semelhante do que qualquer patrulheiro do politicamente correto”, escreveu ele no Twitter.

Em outra mensagem destacou “Politizam até a solidariedade. Crianças deficientes não merecem ajuda por que algumas pessoas não votaram nos bandidinhos que esse mimadinho queria”.

A AACD é uma entidade privada, sem fins lucrativos. O dinheiro levantado pelo SBT todos os anos é muito importante para que eles continuem funcionando. Em 20 anos, o volume arrecadado pela emissora já ultrapassa os R$ 30 milhões, sendo investidos no lançamento de novas unidades e na manutenção das já existentes.

Notícias relacionadas