Que tiro foi esse, vai malandra e o lixo cultural

Que tiro foi esse?; Vai malandra..; Paga de solteiro… e por ai vai. Esses são alguns hits do momento que embalam e “alegram” nossa sociedade. E que loucura anda essa sociedade!

8 de fevereiro de 2018   /   Categoria:   /   Escrito por: Pra. Marcele Carvalho

 

Muito há que se transformar! Mas muito mais fácil é seguir o curso desse mundo. Deus não nos chamou para fazer o que é fácil, Ele nos chamou para fazer o que é reto, o que é bom e excelente!
Que tiro foi esse?; Vai malandra..; Paga de solteiro… e por ai vai. Esses são alguns hits do momento que embalam e “alegram” nossa sociedade. E que loucura anda essa sociedade!

“Não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento” (Rm 12.2).

O nível das canções dita os comportamentos promíscuos e libertinos. Sucesso hoje em dia para as mulheres é “pisar nas caras das inimigas” e ser sarrada… sim, muito sarrada! E isso que é “tirar onda”. Alguns outros hits numa busca rápida na internet mostram que esse é o principal tema das canções. Essa liberdade tão apregoada pelo feminismo não percebeu ainda que continua colocando a mulher em situações de humilhação e risco. Quem é mais privilegiado com as “sarradas”, senão os homens?

Mulheres continuam sendo tratadas como objeto sexual, servindo aos deleites masculinos e assim segue o fluxo das “malandras”, crentes que estão arrebentando e não se dando conta que estão sendo arrebentadas. O maior hit de todos, “Que tiro foi esse?”, é um capítulo à parte. Sua autora e intérprete, que parece ter saído de um filme pornográfico, espalha irreverência e libertinagem. O interessante é que tem público para consumir. Tem muita gente pra bater palma e mais ainda para seguir e reproduzir os modelos. Tudo isso fruto de uma sociedade que não tem mais valores e limites.

Esse discurso conservador parece que não tem mais espaço, mas é justamente o contrário. Tem muita gente ainda que não se acostumou com o caos e a baderna. Tem muita gente ainda que preserva os valores da família e da mulher. Melhor que ser malandra é ser virtuosa; melhor que ser promíscua é ser princesa. O governo de Alagoas está tentando proibir essa e algumas outras canções que falam abertamente de sexualidade para não serem tocadas no carnaval, porém, já entraram com uma preliminar, afinal de contas, é proibido proibir!

Enquanto isso, na dita festa da alegria, as mulheres continuam sarrando por aí e sendo sarradas… me perdoem o linguajar chulo, mas é necessário a clareza das palavras. Ferindo e sendo feridas; arrumando amores de carnaval e desacreditando cada vez mais na posição masculina. Mulheres agressivas são o resultado da desestrutura familiar. Elas entendem que precisam estar um arraso, o que só fala de aparência, que precisam humilhar as outras e também os outros.

O novo hit do Safadão é dedicado às solteiras que foram abandonadas e que dão a volta por cima, fazendo sabe o que? Sarrando…(rs) Seria cômico, se não fosse trágico. “Se você não quiser dar neste carnaval, empresta…” Já li isso em post de pessoas “de bem e de família”. Brincando com coisa séria, segue a humanidade tomando a forma daquele a quem se adora.  Muitos adoram a Momo, o filho do sono e da noite, o deus da zombaria e do escárnio e nem sabem disso. Mas tudo é espiritual para aqueles que são espirituais.

Somos filhos do dia, precisamos vigiar e andar sóbrios (1Ts 5.5). Guarde sua mente, seus pensamentos, seus sentimentos. Cuidado com aquilo que você vê e ouve, isso pode moldar a sua vida. Você não é quem você diz que é; você é aquilo que você faz. Portanto, não se contamine, não zombe do sacrifício de Jesus com suas atitudes, se santifique. Só assim veremos o Senhor.

Com amor, Marcele Carvalho.

Notícias relacionadas

 

Deus, Você e o Carnaval

“Diz o tolo em seu coração: ‘Deus não existe’. Corromperam-se e cometeram atos detestáveis; não há ninguém que faça o bem. O Senhor olha dos céus para os filhos dos homens, para ver se há alguém que tenha entendimento, alguém que busque a Deus. Todos se desviaram, igualmente se corromperam; não há ninguém que faça… Leia mais

 

Grupos Familiares: Desmascarando Momo

Estudo III  (05/02 a 10/02) Tema:  Desmascarando Momo. Texto Bíblico: Êxodo 32. 1-6 Objetivos: Entender o que está por trás do carnaval . Conhecer a ação espiritual que existe por trás do carnaval. Introdução:   Considerada por alguns uma “festa cultural”, o carnaval não é apenas uma festividade para diversão. Ele é um tema muito… Leia mais