Grupos Familiares – Paciência

Este estudo tem como objetivo entendermos a “paciência” que Deus espera de nós e compreendermos que a paciência cumpre propósitos

3 de julho de 2018   /   Categoria:   /   Escrito por: Comunicação

 

Estudo XXI  (02/07 a  07/07/18)
Tema:  Paciência  
Texto Bíblico:  Sl 40.1

Objetivos:

  • Entender a “paciência” que Deus espera de nós.
  • Compreender que a paciência cumpre propósitos.

Introdução:

       Nós, seres humanos, somos muito imediatistas. Queremos  respostas imediatas, tudo para agora, sem considerar as consequências futuras.  Mas a palavra nos diz que Deus é eterno, Ele é perpétuo, sem começo e sem fim. Criador e criatura trafegam em esferas diferentes de tempo. Quando estamos em comunhão com nosso Criador, chegamos a conhecê-lo e aprendemos a esperar pacientemente Nele, porque Deus tem sempre o melhor para nós e Seu tempo é perfeito. A espera é necessária para cumprir propósitos, ela nos ensina. No texto, o salmista Davi está, provavelmente, enfrentando grande dificuldade. Ele nos exorta a esperar em Deus, por socorro e providência. Esse estudo nos mostra que a paciência é pedagógica, ela nos ensina. Quando estamos esperando aprendemos que:

  • Não gostamos de esperar.

            Muitas pessoas acham que o ativismo é a resolução de tudo, mas não é. É comum querermos tudo para “ontem”.  Mas, quando dependemos de Deus e aprendemos a seguir Suas instruções, poupamos energia e tempo. O Salmista não procura resolver tudo em sua vida, ele nos ensina a “esperar”.  Isso não significa passividade ou falta de atitude. Mas, significa entender que a paciência é esperar o tempo de Deus. Contudo, quem  espera Nele, faz sua parte enquanto espera. “A espera paciente é sinônimo de  fé e de confiança” (Rm 8.25). Precisamos andar na contra mão dessa sociedade moderna imediatista. Mesmo não sendo fácil esperar, esperemos confiantemente no Senhor. 

  • Precisamos obedecer.

Um dos fatores da tentação de Jesus no deserto, que satanás usou para  tentar derrotá-lo, foi sua condição humana: A fome. Ele poderia transformar as pedras em pães. Ele é Deus.  Mas Jesus não agiu conforme Sua vontade, e sua necessidade humana,  Ele obedeceu e cumpriu os propósitos de Deus (Mt 4.1-3).   A espera nos ensina a obedecer. Quando não obedecemos, tardamos o cumprimento da promessa Dele em nossas vidas. Foi assim com Moisés: escolhido para libertar o povo, ele agiu por conta própria e, precipitadamente, matou um egípcio. Não obedeceu, não esperou o tempo de Deus naquela situação. A consequência foi  ter que fugir e ficar quarenta anos no deserto, para, só então, voltar ao Egito e de fato cumprir o seu chamado de libertador, estabelecido por Deus (Êx 2.11 e 12).  Esperar com paciência é fazer a vontade do Pai, independente das circunstâncias.  Para isso, precisamos obedecer.

  • A espera nos amadurece.

    

O texto de Gálatas 4.1 e 2 faz analogia com a situação sócio cultural que os povos orientais viviam: O herdeiro, assim como o servo, não podia mandar em nada. O herdeiro tinha tutores, professores que o ensinavam a amadurecer para, então, tomar posse da sua herança e das responsabilidades que ela traz.  Enquanto esperamos, Deus nos envia mediadores para nos ajudar e nos ensinar. Muitas vezes quem nos ensina é a dor!  O tempo da espera nos amadurece para estarmos prontos para recebermos a vitória.    O texto de Lv 19.23- 25 mostra uma orientação específica dada ao povo de Israel: quando entrassem na terra e plantassem,  que não comessem da colheita dos três primeiros anos, pois ela não era santificada ao Senhor. Só no quinto ano de colheita o povo poderia comer.  Deus ensina ao povo que temos que ser fiéis e esperar, que não podemos quebrar princípios.  No tempo certo, vamos viver a promessa com maturidade para experimentar a bênção. 

 

Conclusão:

Nessa terra, estamos em aprendizagem contínua.  As lutas e provações surgem e nos cercam. Os momentos de dor e aflição chegam muitas vezes de forma avassaladora.  Porém , quando andamos com o Senhor em fé e paciência , nada nos tira a certeza de Sua bondade. O Senhor é bom!  A paciência nos ensina. A dor, a luta, o sofrimento passam. Tudo passa, mas a palavra de Deus permanece para sempre. E ela nos diz, através de Davi, quando ele estava passando por tempo de dificuldade:

 1-  Esperei com paciência no Senhor; Ele se inclinou para mim e ouviu o meu grito de socorro.

2- Ele me tirou de um poço de destruição, de um atoleiro de lama; pôs os meus pés sobre uma rocha e firmou-me num local seguro.

3- Pôs um novo cântico na minha boca, um hino de louvor ao nosso Deus. Muitos verão isso e temerão, e confiarão no Senhor.”

     

Interação:

  • É difícil ser paciente quando queremos alguma coisa?
  • Você se lembra de alguma situação em que se envolveu em problemas por não esperar o tempo certo? 

Bibliografia: Palavra ministrada pelo Pr. Cristiano Carvalho no culto dominical na manhã de 01/07/18.
Arquivo PDF para download: Estudo GF XXI – 02 a 07 de Julho – Paciência

Notícias relacionadas

 

Grupos Familiares – Desista de desistir!

Grupo Familiar Estudo XXIII (16/07 a 21/07/18) Tema: Desista de desistir! Texto Bíblico: Lucas 24.13 – 35 Objetivos: Entender que desistir não pode fazer parte de nossas escolhas. Reconhecer que, no meio das lutas, o Senhor nos capacita para permanecer.   Introdução: Lucas inicia esse relato com as palavras “nesse mesmo dia”.  Para nós seria o… Leia mais

 

Grupos Familiares – A Maratona Cristã

Grupo Familiar Estudo XXII (09/07 a  14/07) Tema: A maratona cristã  Texto Bíblico:  Hebreus 12.1-3 Objetivos: Compreender que fazemos parte de uma “corrida”. Identificar o pecado e o embaraço como grandes obstáculos da corrida. Introdução:        As competições olímpicas eram práticas apreciadas e admiradas na cultura greco-romana. Escritores bíblicos como Paulo e o… Leia mais